Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?

Fernando Pessoa



7 de abr de 2010

Ilse Kleyn



Sonhos em ti


Sonho em sua face clara
Vontade de pegar seus cabelos da noite
Amarrar-me nos belos seios que sustenta
Acariciar o seu pescoço de cristal
Morder os seus pés vermelhos
Protegê-la contra o vento sujo
Tatuar minha mão em suas torres sempre firmes
Desejo lhe afastar do mundo dos mortos
Cair sobre a sua boca molhada
Confundir-me com as partes do seu corpo nu
Deslizar sobre ele minhas pequenas mãos
Voar em meio às nuvens da chuva azul que cai
Esquivar junto contigo dos que a invejam no mundo dos vivos
Colocar-me à frente do tiro certo e da bala perdida
Da fala invejosa verde e sádica
E da língua acesa daqueles que nada tem a perder
Queria estar sempre ao seu lado
Ouvir o seu sono e lhe acordar para o seu café
Sentir que sou e faço parte de sua alma branca
Mesmo que para isso seja preciso morrer e ficar quieto no meio do seu espírito que, por vezes, me esforço por ser.

Lúcio A. Barros