Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?

Fernando Pessoa



27 de jul de 2010

Alexey Golovin



Frenesi


Caminhando pela areia,
Noite clara, lua cheia,
Encontrei teu lindo rastro;
Fui seguindo, peito a arfar,
Até enfim te encontrar,
Minha flor de alabastro...

Acerquei-me de mansinho,
Mas vi crescer meu carinho,
Com fúria de vendaval...
Debrucei-te junto ao mar,
Também a me desejar,
Imersa em paixão total...


Num momento de magia,
Beijei tua boa macia,
Pressionando os seios teus...
Com ardor, te possuí
Como nunca e me senti
Do amor, verdadeiro deus!
 

Piero Valmart