Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?

Fernando Pessoa



27 de jul de 2010

Alexey Golovin




Lua de Mel


Para nós o tempo a paixão aprimora,
Acelera, inebria, dia-a-dia melhora,
Em intensos momentos de desejo ardente,
Onde os corpos se fundem no ato amoroso
Tradução de ternura, fascínio e gozo,
Que alucinam, inflamam, completam a gente.

Nossas noites transbordam em juras e encantos,
Sutilezas, anseios e carinhos tantos,
Na alcova de prazeres, verdadeiro céu,
Que os dias prosseguem no mesmo compasso,
Delirando de amor, busco teu abraço,
No eterno fascínio de uma lua-de-mel.


Piero Valmart