Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?

Fernando Pessoa



1 de jun de 2010

Widyantara






Em cada beijo leio-te nas entrelinha
Fantasio o lugar onde nus
Se encontram, se procuram, se desejam
Tocam-se as almas ávidas do aqui e agora
Tempestade rubra de emoções
Lábios molhados e saboreados
Ritmo alucinado, coração acelerado
Misturo meu sabor ao teu
Con(fusão) de corpos

Tu és eu

e

Eu sou tu


Myriam Valentina