Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?

Fernando Pessoa



26 de mai de 2010

Karol Bak




Labaredas do Desejo!


Sou fogo puro,
vivo em uma fogueira,
dessas que não tem fim.

Sigo com meus gemidos,
meus suspiros,
as minhas vontades...

Insinuo-me...
provoco,
eu sou assim...

Adoro me exibir,
deixo transparecer meu desejo
quando te vejo chegar...

Minha boca sedenta,
minha língua sinuosa,
quase a te engolir.

Sinto as faíscas saltarem de mim,
no ponto mais alto do ardor.
Louca para te sentir...


Paty Padilha