Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?

Fernando Pessoa



2 de mar de 2010

Oxana Yambykh

 

A BUNDA


A bunda é do corpo, o hemisfério,
duas metades de lua carnuda,
gomos pálidos de laranja, postos lado a lado.
A bunda é reservada...
não anda por aí sem disfarce,
e não sai na foto de frente.
É opiniosa,
tem sempre visão diferente
e atrasada, vai sempre atrás.
Tem mania de rainha,
e toda superfície, usa como trono.
Na cama,
é sempre carente, manhosa:
às vezes está por cima e quer carinho,
mas por baixo, se sente pressionada,
esquecida, posta para trás.
é sofisticada, e socialmente,
atende por nádegas, mas para os íntimos,
atende por bumbum, bundinha.
No espelho, no banho, nua,
usa o nome de nascimento: "bunda"
e dependendo onde vai,
desbunda...


Rosa Clement