Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?

Fernando Pessoa



12 de fev de 2012

Annick Bouvattier




MÚSICA

Acaricio-te a barriga a suave ondulação
do dorso a fina cintura
onde o barro montanhoso das nádegas
nasce. Beijo-te nos vales mais íntimos
e nos rios - és a mãe carnívora
que vai morrer que se vai derramar
na terra toda.

Casimiro de Brito