Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?

Fernando Pessoa



28 de ago de 2010

Drew Darcy





A Nobreza dos Seios



           Seios grandes e intumescidos que aparecem sobre os ombros
Não há como vê-los em detalhes amaciados pela ceda que lhe cobre

Minha mente pergunta como são,
Meus nervos se movimentam e procuro controlá-los

Seios são como pérolas
Pérolas gigantes que carregam amor e aconchego

Com queria estar no meio deles
                                   Senti-los
                                  Tocá-los
                                 Amá-los

São dois seios, cuja proprietária é forte, linda e brilhante como a lua cheia
Sua bravura se confunde com a capacidade de ser.

Ser mulher de seios firmes, com força de caráter e vida
Ser divino que carrega seios que podem dar a vida.
                                    Vida para mim e para aqueles que estão por vir.



Lúcio Alves de Barros