Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?

Fernando Pessoa



27 de jul de 2010

Alexey Golovin





Minha Deusa



Quando, exaltado, me enrosco em teu corpo
Provocando o frenesi de teus desejos,
É como se adentrasse o portal do paraíso,
E de uma deusa roubasse doces beijos...

És minha Vênus, deusa de meus prazeres,
Eu, teu escravo, cativo estou desta paixão
Que me entorpece os sentidos, me alucina,
E a ti me enlaça, na mais perfeita união.

De puro néctar, com sabor de ambrosia,
Sugo teus lábios e a pele, de aroma divinal...
A ti me entrego dia e noite, noite e dia,
Desfalecendo num clímax sensacional...

Vem, deusa minha, divindade desejada,
Satisfazer minha fatal necessidade,
Que eu em troca te amarei perdidamente,
No céu, na terra, para toda eternidade...


Piero Valmart