Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?

Fernando Pessoa



5 de abr de 2010

Mercedes Fariña




BEBA-ME!...


Sou tua água
Seca-me com tua boca
Lábios sedentos
Bebe-me até a última gota
Acabe com este meu tormento
Que de tanto desejar-te
Faz-me louca!
Não me deixes
Nem se escondas
Quero-te bem vivo
Pois sou a água que
Para sempre jorrará
Eternamente em tua fonte!
A cachoeira que banhará
Teu lindo corpo nu!
E com beijos secarei as gotas
E nos mares me deliciarei
Tirando-te o sal da boca
Alimente o desejo dos meus olhos
E acalma com teu ardor
A inquietação desta alma!


Helena Lins