Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?

Fernando Pessoa



5 de abr de 2010

Mercedes Fariña




DEPENDÊNCIA!...


Serei teu eterno vício
Tua louca dependência
Inunda-me de amor
Com tua essência vital
E serás sempre meu bem, meu mal.

Teus olhos apreciam
O dourado da minha pele
E o teu corpo anseia
Pelo branco que a lua deixou
Quero-te loucamente amor
Cobre-me com teu corpo quente!

Vem com tua boca sedenta
Beija-me a boca suculenta
E o meu corpo desvairado
Incita-o para que seja amado

Quero-te inteiro amor
A beijar-me os seios, o ventre.
Fazendo-me arder de paixão
Entrego-te meu corpo
Para que me ames loucamente!...


Helena Lins