Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?

Fernando Pessoa



14 de dez de 2009

Taras Loboda




Lençóis


Em puros lençóis
Entre beijos
Abraços
Carícias
E amassos
Quentes feito Sol
Ardentes como nós
Rosto colado
Corpos grudados
Tesão
Emoção
Em cadências de desejos
Amor no coração
Sedução
Corpos que procuram
Sonham
Fremem
Alisam
Deslizam
Em mãos perdidas
Incontidas
Atrevidas
Sedutoras
Que excitam!


Marleninha Castilho